segunda-feira, 14 de maio de 2018

Museu da Indústria abre exposição do Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas

A exposição A Intenção e o Gesto integra o projeto Arte e Indústria,
iniciativa que homenageia artistas com processos de criação
relacionados à produção industrial.
O Museu da Indústria, equipamento do SESI Ceará, recebe nesta quinta-feira, dia 17 de maio, o evento de lançamento da exposição A Intenção e o Gesto, parte da programação do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas, apenas para convidados. A premiação é considerada a mais importante iniciativa do gênero no país, e este ano desembarca em Fortaleza ocupando também o Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC|CE), localizado no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC). Os dois espaços receberão três exposições, todas com entrada franca, que ficam em cartaz ao público de 18 de maio a 1º de julho.
A exposição A Intenção e o Gesto integra o projeto Arte e Indústria, iniciativa que homenageia artistas com processos de criação relacionados à produção industrial. Em sua terceira edição, o projeto tem a curadoria de Marcus Lontra e reúne trabalhos do artista Sérvulo Esmeraldo, homenageado pelo Prêmio este ano, e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua produção: Almandrade, Ana Maria Tavares, Angelo Venosa, Arthur Lescher, Delson Uchoa, Hildebrando de Castro, Guto Lacaz, Iran do Espírito Santo, Jaildo Marinho, Raul Córdula e Paulo Pereira.
As visitações para o público em geral iniciam no dia 18 de maio, seguindo até 1º de julho. No dia 18 de maio, às 18h, acontece um evento de abertura ao público no MAC|CE, com visita guiada às exposições com os curadores Marcus Lontra, Josué Mattos e Dodora Guimarães Esmeraldo, além da performance Verzuimd Braziel com o artista Daniel Santiago.
O MAC|CE recebe a mostra com os trabalhos dos cinco artistas vencedores da sexta edição do Prêmio: Daniel Lannes (RJ), Fernando Lindote (SC), Jaime Lauriano (SP), Pedro Motta (MG) e Rochelle Costi (SP); e a exposição Verzuimd Braziel - Brasil Desamparado, do curador premiado Josué Mattos, que reúne trabalhos dos artistas André Parente, Anna Bella Geiger, Carla Zaccagnini, Cildo Meireles, Clara Ianni, Dalton Paula, Daniel Jablonski e Camila Goulart, Daniel Santiago, Ivan Grilo, Lourival Cuquinha, Regina Parra, Regina Silveira, Santarosa Barreto, Thiago Honório, Thiago Martins de Melo e Vitor Cesar.
Em paralelo às mostras do Prêmio, é realizada a exposição A Intenção e o Gesto, que integra o projeto Arte e Indústria. Em Fortaleza, A Intenção e o Gesto será dividida entre o Museu de Arte Contemporânea do Centro Dragão do Mar, que receberá cerca de 40 obras de Sérvulo Esmeraldo, constituindo-se em uma grande exposição do artista, enquanto no Museu da Indústria outros oito trabalhos do homenageado se unem à exibição das obras dos artistas Almandrade, Ana Maria Tavares, Angelo Venosa, Arthur Lescher, Delson Uchoa, Hildebrando de Castro, Guto Lacaz, Iran do Espírito Santo, Jaildo Marinho, Raul Córdula e Paulo Pereira, que dialogam com a produção de Esmeraldo.
Fortaleza é a única capital do Nordeste a receber as exposições da sexta edição do Prêmio, que teve seu início no ano passado, no Museu Brasileiro (MuBE), em São Paulo. Brasília e Goiânia também já sediaram as mostras, que de Fortaleza seguem para o Rio de Janeiro (julho a setembro) e a Florianópolis (outubro a fevereiro de 2019).
O Prêmio é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Serviço Social da Indústria (SESI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Em Fortaleza, a exposição tem o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Fonte: Assessoria SFIEC

Nenhum comentário:

Postar um comentário