segunda-feira, 20 de maio de 2013

Coelce poderá ser multada em R$ 1 milhão

A demora na instalação da rede atrasa os empreendimentos
Hoje, no Ceará, 15 empreendimentos estão encontrando dificuldades para serem conectados à rede de energia elétrica da Coelce. A justificativa da companhia é a de que a demanda por implantação de novas redes de transmissão está muito elevada e, associada a isso, está encontrando dificuldade junto a fornecedores para aquisição dos equipamentos, principalmente transformadores.
A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce) está acompanhando a situação e, segundo o seu coordenador de energia, Eugênio Braúna, a Agência não fala em multa agora. Aguarda a manifestação da Coelce sobre os motivos dos atrasos. Mas afirma que, caso as irregularidades persistam, a multa à concessionária poderá chegar a R$ 1 milhão por todos os atrasos registrados.
“A Resolução 63/2004 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) define as penalizações de acordo com o grau de descumprimento das normas que definem os prazos para a companhia atender todas as solicitações dos clientes”, afirma Braúna.
Enquanto isso, o setor da construção civil, um dos setores mais afetados, está buscando alternativas para não atrasar a entrega das obras. O vice-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon), André Montenegro, diz que há canteiros de obras usando geradores e que há empreendimentos concluídos que não estão sendo entregues por falta de energia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário