domingo, 12 de maio de 2013

O petroleo cearense em águas profundas

Bacia cearense com petroleo a mais de 2 mil metros
Em agosto do ano passado, a Petrobras divulgou: há petróleo em águas profundas no Ceará. A informação foi dada após a estatal descobrir óleo no primeiro poço em grandes profundidades perfurado no Estado: o 1-BRSA-1080-CES, que é conhecido informalmente, como Pecém. A partir daí, o Ceará entrava numa nova fase na atividade de produção petrolífera.
O poço Pecém está localizado a aproximadamente 76 quilômetros do município de Paracuru, e apresentou óleo a uma profundidade de água de 2.129 metros, o que é considerado como águas ultraprofundas. Até então, a exploração cearense só chegava a águas rasas, com até 50 metros de profundidade. De acordo com a Petrobras - que detém 60% de participação no bloco, em consórcio com a BP Energy do Brasil, com os outros 40% -, as águas de profundidade de zero a 300 metros são consideradas rasas, passando a profundas de 300 a 1.500 metros. Após esse limite, já podem ser tidas como ultraprofundas.
O poço atingiu profundidades ainda maiores, com planos de chegar aos 5,5 mil metros, de acordo com a estatal. A descoberta foi considerada muito promissora, e foi incluída no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) entre as principais realizadas no País entre janeiro de 2011 e dezembro de 2012.
Após essa divulgação da Estatal, o então gerente de exploração Norte/Nordeste da Petrobras, Cristovão Sanches, chegou a afirmar que o petróleo do poço Pecém "é a maior descoberta setentrional, indo do Ceará até o Norte do País".
A Petrobras não divulgou o volume de petróleo existente, ou estimado, para o poço. Entretanto, em novembro passado, o senador Inácio Arruda informou ao Diário do Nordeste que o primeiro poço profundo perfurado no Ceará teria apresentado uma jazida de 300 milhões de barris presumíveis de petróleo, número que seria superior à reserva total até então presumida no Ceará. ""Esse cálculo de 300 milhões de barris de petróleo foi a própria Petrobras que me passou, logo que eles concluíram os estudos de viabilidade do primeiro poço profundo de Paracuru, há uns dois ou três meses", justificara o senador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário